Série sobre descobertas culinárias e gastronomia brasileira

O Brasil terá mais destaque na mídia europeia com a proposta do novo programa de tevê do chef Marcelo Ballardin, uma série sobre descobertas culinárias e gastronomia brasileira. Chef Marcelo esteve recentemente no país gravando um programa piloto em Rondônia, São Paulo e Rio de Janeiro. A série está em negociação para ser exibida em diferentes canais europeus, continente onde o chef Marcelo Ballardin fundou seu primeiro restaurante.

Marcelo foi o primeiro chef brasileiro a conquistar uma estrela Michelin fora do Brasil, com seu restaurante OAK Gent, na Bélgica. O chef é famoso na Europa e Ásia por participar de vários programas televisivos culinários e reality shows. Agora, o manauara, que está desde os 17 anos fora do Brasil, quer se reconectar cada vez mais com a sua terra natal. Esse programa de tevê mostra sua redescoberta sobre os ingredientes e a cultura brasileira.

Nas primeiras gravações, Marcelo produziu conteúdos sobre a cultura gastronômica do litoral do Rio de Janeiro; a diversidade de alimentos encontrados no mercado municipal da capital paulista, bem como o famoso sanduíche com mortadela; e o melhor café do Brasil que é produzido em Rondônia. Em sua passagem pelas cidades, o chef aproveitou também para conhecer grandes restaurantes e também conversou com profissionais renomados da cozinha como os chefs Willen Vandeven e Helena Rizzo, do restaurante Maní.

Leia também: Alimentos que os nutricionistas compram no supermercado

Leia também: Dicas para preparar alimentos com segurança na era do coronavírus

“Foram encontros muito importantes que renderam ótimos episódios para esse projeto novo. O programa traz curiosidades e muito conteúdo para quem não conhece o Brasil. Até eu mesmo me reconectei com ingredientes da minha terra natal, relembrei bastante da minha infância, e voltei com muita ideia nova para colocar no cardápio do OAK. Quero deixar o restaurante com um toque a mais de brasilidade”, comenta Marcelo para a Rede Food Service.

O piloto foi gravado nos meses de janeiro e fevereiro de 2021 e a próxima vinda já está prevista para abril deste ano.

Roteiro mostra a riqueza que o Brasil oferece

As gravações iniciaram em Janeiro, em São Paulo, centro gastronômico do país. O Mercado Municipal foi o ponto focal por trazer a variedade da cultura alimentar brasileira. Já no Rio de Janeiro, a cultura das praias foi o que mais chamou a atenção.

“Depois de tanto tempo longe, foi muito gratificante reviver o nosso Brasil em um só lugar, que foi o mercadão em São Paulo. Pude conhecer novas frutas e temperos e ainda relembrar sabores da minha infância em Manaus. Já no Rio, foi uma experiência incrível, pois eu ainda não conhecia a cidade. Me encantou  a variedade e criatividade do que é comercializado nas praias. É vendido da água de coco ao camarão na beira mar. Como na Europa isso não é comum, fiz muita questão de explorar isso no programa. É algo muito diferente e de fato é a cara do brasileiro”, conta Marcelo.

Em Rondônia, o objetivo do chef foi explorar os cafezais. Pouca gente sabe, mas por lá é produzido um dos melhores cafés do mundo e o melhor do Brasil. Na categoria canéfora, por exemplo, a fazenda Selva Café ganhou o título de melhor café, segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC). Na região, existe a melhor estrutura para a produção do grão, são usadas tecnologias de ponta e o resultado disso são cafés mais frutados e saborosos.

Apesar de ser brasileiro, a comercialização do café é feita apenas para o Japão e a Coréia do Sul. A escolha desse tema foi justamente para relacionar a ligação do Brasil com esses países asiáticos, pois o chef tem um grande reconhecimento nessas regiões, já que ganhou em primeiro lugar o programa coreano de culinária “Battle Korea” e até hoje segue fazendo programas de tevê pela Ásia.

“Levar a cultura do meu país para a Bélgica onde eu moro há 12 anos é muito gratificante e tenho certeza que esse projeto vai dar muito certo. Meu plano é, para os próximos episódios, gravar em Fortaleza, Bahia, Fernando de Noronha e Chapada Diamantina, que são lugares que representam a beleza natural do Brasil”, conta Marcelo.

Chef Marcelo quer estreitar relações com o Brasil

Além do programa de tevê, o chef Marcelo Ballardin pretende alavancar ainda mais a carreira no Brasil. Nos últimos meses, o chef apareceu em grandes revistas e jornais brasileiros, participou do programa Mais Você da Ana Maria Braga, e também visitou grandes chefs como Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó; Alex Atala dos restaurantes D.O.M e Dalva e Dito; Ivan Ralston, chef de cozinha do restaurante Tuju; Alberto Landgraf do Oteque Sabor e Willen Vandeven e Helena Rizzo, do restaurante Maní.

No seu retorno ao país, previsto para abril, Ballardin pretende seguir visitando profissionais da área, bem como quer dar seguimento a projetos iniciados neste começo de ano.

Marcelo Ballardin saiu do Brasil aos 17 anos para morar nos Estados Unidos, mas foi em Londres – quando cursou a prestigiosa escola francesa Le Cordon Bleu em 2009 – que passou a se dedicar à culinária.

Como chef, coleciona passagens por grandes restaurantes, como o tradicional 1 Lombard Street de Londres e o badalado Geranium em Copenhague. Em 2015, na cidade de Gent, onde já morava, na Bélgica, fundou o próprio restaurante chamado OAK Gent. Em menos de dois anos teve o reconhecimento mais prestigiado da gastronomia mundial, recebendo uma estrela Michelin.

Hoje, comanda programas semelhantes na Bélgica e é constantemente convidado para participar de reality shows na Europa e na Ásia. Marcelo coleciona prêmios no currículo, e seu restaurante figura na prestigiada lista 50 Best Discovery.

Fonte: Rede Food Service