Saponinas otimizam o nosso sistema imunológico

As saponinas, de forma resumida, são estruturas de glicosídeos de esteroides capazes de estimular o organismo e promover o seu desenvolvimento, trazendo saúde e bem-estar. São caracterizadas pela formação de espuma, tendo propriedades de detergentes e surfactantes. Elas otimizam o nosso sistema imunológico e tratam diversas doenças, agindo como composto um estimulante, capaz de aumentar a produção de hormônios, ajudar a controlar o açúcar no sangue e, até mesmo, controlar os níveis de colesterol no sangue e no fígado. 

Principais benefícios das saponinas

– Atuar como antioxidantes: As saponinas são poderosos antioxidantes que protegem as células contra os radicais livres, ajudando a prevenir alterações no DNA que podem levar a doenças como câncer. Além disso, seu poder antioxidante também reduz a formação de placas de ateroma nos vasos sanguíneos, prevenindo problemas como infarto e acidente vascular cerebra (AVC).

Leia também: Os antioxidantes e as doenças neurodegenerativas

Leia também: Soja, entenda os prós e os contras

– Reduzir o colesterol: As saponinas reduzem os níveis de colesterol no sangue e no fígado, pois reduzem a absorção do colesterol vindo dos alimentos no intestino. Além disso, elas aumentam a excreção de colesterol nas fezes através do aumento na eliminação dos ácidos biliares.

– Prevenir câncer: Por se ligarem ao colesterol intestinal e impedir sua oxidação, as saponinas são poderosos nutrientes na prevenção do câncer. Além disso, elas ajudam a fortalecer o sistema imunológico e são importante na regulação da proliferação celular.

– Outros benefícios: As saponinas têm propriedades antimicrobianas e antifúngicas e também possuem características anti inflamatórias e imuno-estimulantes, o que possibilita que atuem como estimulantes, fortalecendo o sistema imunológico. Outro benefício importante das saponinas, como dito antes, é auxiliar no controle de açúcar no sangue.

Alguns alimentos ricos em saponinas

A seguir listamos alguns alimentos que possuem saponinas em sua composição. Os números entre os parênteses se referem a quantidades de saponinas, em miligramas, para cada 100 gramas do alimento em questão.

– Grão de Bico (50mg);

– Soja (3.900mg);

– Feijão Branco (1.600mg);

– Vagem (100mg);

– Amendoim (580mg);

– Broto de Feijão (510mg);

– Espinafre (550mg);

– Lentilha (400mg);

– Fava (310mg);

– Gergelim (290mg);

– Ervilha (250mg);

– Aspargo (130mg);

– Alho (110mg);

– Aveia (90mg);

Os vinhos também são ótimas fontes de saponinas, especialmente os vinhos tintos, que contêm cerca de 10 vezes mais saponinas que os vinhos brancos.

Suplementação de saponinas

A suplementação de saponinas geralmente é feita de cápsulas da Tribulus Terrestris, que é uma erva daninha da família Zygophyllaceae e nativa de regiões quentes. Além disso ela é muito usada como estimulante sexual e também acredita-se que ela pode ajudar a controlar a pressão arterial, reduzir os níveis de triglicerídeos e ajudar de forma significativa o ganho de massa muscular.

Os níveis de saponinas contidos nos suplementos são manipulados e dosados laboratorialmente. Ou seja, não é uma quantidade de folhas de Tribulus Terrestris que irá gerar uma certa quantidade de saponinas, depende de como é executada a extração e o isolamento da mesma.

Riscos de consumo e efeitos colaterais

Embora seja uma substância de origem vegetal, é recomendado consultar um profissional de saúde para a sua administração, pois em doses elevadas as saponinas se tornam tóxicas ao organismo.