Rabanete uma alternativa para diversificar sua dieta

O rabanete (Raphanus Sativus) é uma hortaliça cultivada na Europa desde a antiguidade, hoje é consumido no mundo todo por seu sabor adocicado, refrescante e picante. O rabanete é uma excelente alternativa para diversificar sua dieta, o uso mais comum é na forma crua, em saladas, mas também é muito apreciado em aperitivos ou conservas (porém dessa maneira perde-se muito de seu conteúdo nutricional e suas propriedades medicinais). Cozinhar o rabanete é a forma menos usual de consumo, pois desta forma ele perde, além de nutrientes, sua característica mais apreciada, sua picância.

De origem europeia, a hortaliça faz parte da família Brassicaceae, a mesma do nabo e da mostarda, cuja principal característica é ter boa quantidade de glicosinolatos, antioxidantes com potencial anticancerígeno. Muito usado em dietas, o rabanete possui pouquíssimas restrições de consumo, e, além de ser rico em nutrientes, a quantidade de calorias deste alimento é bem pequena (apenas 16 Kcal para cada 100 gramas).

Ele é um produto rico em fibras, água, cálcio, potássio, fósforo, magnésio, cobre, zinco, vitamina B6, B9, C, K e muito mais. Tudo isso é de extrema importância para o corpo, com isso o rabanete promove muitos benefícios para o nosso organismo.

Leia também: Mandioca o tubérculo mais amado do Brasil

Leia também: Cenoura rica em nutrientes e versátil

Benefícios do rabanete

– Ajuda emagrecer: Para quem deseja restringir as calorias de sua dieta para perder peso, o rabanete é uma ótima opção. Além de ser uma excelente fonte de fibras, que promovem a sensação de saciedade ao organismo e ajudam a controlar o apetite e, por consequência, a diminuir a ingestão de calorias. Ele ainda possui um índice glicêmico considerado baixo, o que significa que sua digestão é mais demorada e que ele não causa picos e quedas bruscas na taxa de glicose no sangue, o que geralmente estimula a fome e também é vantajoso para pessoas que sofrem de diabetes.

– Promove o ganho de massa muscular: Fonte de proteínas, um elemento essencial para a construção e reparação dos músculos. Além disso, o vegetal também pode ajudar no fornecimento de energia para o treino, por se tratar de uma boa fonte de carboidratos, já que possui um baixo índice glicêmico, como dito acima.

– Melhora a saúde do fígado e da vesícula biliar: O consumo contínuo de rabanete protege o fígado e também a vesícula biliar do surgimento de úlceras e de infecções na região. Esse alimento ainda é conhecido como um ótimo tratamento para a esteatose hepática. Ele aumenta a secreção de bile no corpo, o líquido responsável pela digestão das gorduras e a absorção dos nutrientes necessários.

– Auxilia o sistema imunológico: Por ter uma grande quantidade de vitamina C em sua composição, ele estimula o fortalecimento do sistema imunológico por fornecer antioxidantes, estimulando também a produção dos glóbulos brancos, importantes para a defesa do corpo contra simples resfriados até doenças mais graves.

– Combate o câncer: O rabanete possui um composto chamado isotiocianato que já foi apontado como uma substância eficiente no combate de alguns tipos de câncer.

– Promove a saúde do coração: O rabanete possui antocianinas em sua composição, substâncias com ação antioxidante que já foram associadas à diminuição do surgimento de doenças cardiovasculares. Além disso, o seu consumo está associado a redução da homocisteína, uma substância que aumenta o risco do desenvolvimento de problemas cardiovasculares.

– Regula a pressão arterial: O alimento é rico em potássio, um nutriente que promove o relaxamento dos vasos sanguíneos, consequentemente, diminui a circulação sanguínea reduzindo a pressão arterial. O rabanete também é fonte de nitratos, que são convertidos em óxido nítrico no organismo e dilatam os vasos sanguíneos e diminuindo a formação de coágulos no sangue.

– Regula o sistema respiratório: O rabanete trata a congestão do sistema respiratório, reduzindo problemas comuns como a irritação do nariz, dos pulmões, da traqueia e também a ocorrência de alergias como a sinusite e a rinite alérgica. Sua grande quantidade de vitaminas auxiliam também a prevenção de infecções e seu futuro aparecimento, elimina o excesso de muco e secreções, além de aliviar dores na garganta.

– Deixa a pele saudável: O vegetal possui um alto teor de água, o que ajuda a manter a hidratação da pele. Vitaminas do complexo B, vitamina C, fósforo e zinco, presentes em quantidade considerável no rabanete, também fazem bem à saúde da pele.

– Alivia picadas de insetos: O rabanete tem ação antipruriginosa, ou seja, combate a coceira em excesso que pode ser causada por mordidas de insetos. O suco preparado a partir do alimento ainda ajuda a reduzir a dor e o inchaço e traz suavidade à região do corpo que foi afetada.

– Combate problemas urinários: Tem efeito diurético, estimulando a liberação da urina. É ótimo para combater o surgimento de inflamações e sensação de queimação enquanto se urina. Promove uma limpeza nos rins, o que previne infecções nos órgãos no geral, principalmente nos do sistema urinário.

Riscos de consumo e efeitos colaterais

Algumas pessoas podem apresentar alergia ao rabanete e quem sofre com gastrite deve evitá-lo. Há ainda aqueles indivíduos com sensibilidade intestinal ao rabanete, já que ele pode causar excesso de gases.