Pimentão sabor e aroma únicos

O pimentão é um vegetal parente das pimentas, só que com níveis de picância muito baixos, por não conter grandes quantidades de capsaicina, substância que dá o sabor ardido a esses alimentos. Um alimento versátil que confere sabor e aroma únicos aos pratos, e pode ser adicionado em receitas de saladas, ensopados e até mesmo em massas. Para aqueles que desejam sempre inovar o cardápio da dieta, para se manter motivado, saber para que o pimentão serve pode ajudar nas combinações, e ele ainda pode adicionar um sabor e aroma diferenciado, modificando não só os valores nutricionais, mas o paladar da refeição.

Ele é rico em vitamina A e C, além de ser um excelente antioxidante, principalmente quando reage com colágeno. Dentre os contribuintes dos benefícios, ainda podemos destacar os flavonoides, os quais podem otimizar a proteção do organismo, evitando consequências da ação de radicais livres, e também fibras, as quais são importantes para o bom funcionamento do intestino e eliminação de toxinas. Dentre os minerais, podemos destacar o ferro, ácido fólico, fósforo, magnésio, potássio, e também manganês.

É importante saber que os benefícios do pimentão também ocorrem devido à grande porção de vitaminas de complexo B, e sua contribuição é tamanha, que há distribuidores que possibilitam o consumo de pimentão em pó, muito funcional para aqueles que desejam inovar no sabor de suas receitas.

Leia também: Apimente sua vida

Leia também: O papel dos antioxidantes em nosso organismo

Cada 100 gramas do alimento possui 21 calorias, 0,27 gramas de gordura, 0,92 gramas de proteína e 4,38 gramas de carboidrato.

Para cada cor, uma propriedade diferente

Quando falamos no pimentão, sempre pensamos nas três cores. Mas você sabia que todos são o mesmo vegetal? “O que muda são os estágios de maturação, o verde é o inicial, depois ele fica amarelo e então se avermelha”, explica o nutrólogo Roberto Navarro. E cada fase tem nutrientes diferentes, conforme explica o especialista: enquanto o vermelho tem mais zinco e vitamina A, o amarelo tem excelentes concentrações de vitamina C. Já o verde tem essa vitamina, mas em menor quantidade, pois quanto mais tempo no pé, mais nutrientes o pimentão acumula”, finaliza Navarro.

Ainda existem outras variedades mais exóticas do vegetal, como o pimentão laranja, o pimentão roxo, o pimentão branco, o pimentão preto e o azulado. Mas não importa a versão, todos tem de sobra antioxidantes, o que confere ao pimentão, de modo geral, diversas propriedades para a saúde.

Benefícios do pimentão

– Previne a anemia e melhora o sistema imunológico: O pimentão vermelho, além de ser uma excelente fonte de ferro, é também muito rico em vitamina C, que auxilia o corpo a absorver o ferro, sendo então capaz de prevenir e até mesmo reverter casos de anemia em uma dieta adequada.

– Ajuda a emagrecer: Além do vegetal possuir poucas calorias, ele é termogênico, acelerando o metabolismo e contribuindo para a queima de gorduras.

– Melhora a saúde do coração: O pimentão pode auxiliar no controle das taxas de colesterol e saúde do sistema cardiovascular, proporcionando equilíbrio, o qual é resutante da contribuição da vitamina C contida no alimento. Também contém betacriptoxantina, um pigmento natural, semelhante ao betacaroteno, um poderoso antioxidante. O controle de colesterol é fundamental para a prevenção de casos de AVC. Ele é rico em ácido fólico, o que também contribui para a saúde de seu coração.

– Contribui para a saúde ocular: As vitaminas A e C contidas no pimentão também podem ser importantes para manter a visão saudável. Ele pode contribuir com o fortalecimento dos olhos, mantendo-os saudáveis, ricos em proteínas e longe e condições como cataratas e inflamações oculares. 

– Auxilia o anabolismo muscular: Para o equilíbrio de fornecimento de minerais e líquidos, apoiando o fluxo e transporte de nutrientes, o potássio fornecido pelo pimentão pode auxiliar na função muscular, apoiando o processo de anabolismo, e promovendo a saúde dos seus músculos. O alimento ainda previne o cansaço muscular e promove a hipertrofia dos músculos, devido a grande quantidade de potássio e fibras que ele possui.

– Promove a saúde de ossos e dentes: Ao consumir 100 gramas de pimentão, você estará garantindo 9 gramas de cálcio, o que ajuda na saúde e resistência dos ossos e dentes.

– Ajuda na ansiedade e sintomas da TPM: Os pimentões podem ser reconhecidos como grandes contribuintes de magnésio e vitamina B6, que juntos, podem induzir à redução de ansiedade e estresse, muito comum entre aquelas pessoas que lidam com dificuldade de controle de peso, e também mulheres que sofrem com sintomas de TPM. Os inchaços e desconfortos abdominais, também comuns entre essas mulheres, podem ser reduzidos devido ao efeito diurético do pimentão.

– Protege o cérebro de degenerações: A oxidação leva a diversos processos degenerativos no corpo todo, quando ocorre no cérebro, por exemplo, isso pode levar a doenças como Alzheimer, Parkinson e demências. Portanto, consumir alimentos antioxidantes, como o pimentão, ajuda a evitar que esse tipo de quadro aconteça, devido a ação das vitaminas A e C, flavonoides e fibras contidas no vegetal.

– Efeito analgésico: O pimentão é rico em capsaicina, que é muito utilizado na composição de pomadas analgésicas, ele pode auxiliar na redução de dores artríticas, neuropáticas, musculares, e muito mais.

Riscos de consumo e contra indicações

Quem tem problemas gástricos e intestinais, como gastrite e síndrome do intestino irritável, costuma sofrer um pouco com o pimentão que, por ser um alimento fermentativo, pode causar indigestão. Por isso, é indicado remover a película que o envolve, assim como seu miolo e as sementes.

O pimentão lidera a lista da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de alimentos com maior quantidade de agrotóxicos. No último relatório do Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) constam 59 agrotóxicos diferentes nas amostras de pimentões analisadas. Por este motivo a higienização do vegetal é de suma importância, caso não seja de procedência orgânica confirmada ou cultivado em casa.