Os benefícios do alho

O alho é um antimicrobiano, além de possuir propriedades antissépticas, diuréticas e de combate à febre, são muitos os benefícios do alho e sem dúvida ele merece fazer parte da sua cozinha.

Uma iguaria milenar, o alho já era utilizado pelos faraós egípcios por causa de suas propriedades medicinais. É um antibiótico natural extremamente eficaz à nossa saúde. Durante o século XIX, mais especificamente em 1852, que um dos grandes pesquisadores científicos da história da microbiologia e da bioquímica, Louis Pasteur, conseguiu desenvolver algumas pesquisas com o alho, alcançando algumas descobertas acerca de suas importantes propriedades medicinais.

 O alho possui um valor nutricional riquíssimo; é composto de vitaminas (A, B1, B2, B6, C, E), aminoácidos, adenosina, sais minerais (ferro, selênio, enxofre, silício, iodo e cromo), enzimas e compostos biologicamente ativos como a alicina. A alicina é um potente antibiótico, muito eficaz na eliminação de micróbios e bactérias que causam doenças respiratórias e digestivas.

Cru é a melhor forma de consumir o alho, porque ele possui um importante composto chamado alicina, a qual converte sulfóxidos em ácidos sulfênicos. Essa substância é liberada quando o alho cru é cortado, triturado ou mastigado. Mas atenção, em altas temperaturas o composto se perde e os benefícios do alimento para a saúde são reduzidos.

A alicina, uma molécula produzida pelo alho e é um importante composto de natureza antibactericida, seu poder era bem vindo ante da descoberta dos antibióticos modernos, quando o alho era utilizado em infusões para tratar uma diversidade de problemas médicos de natureza infecciosa, como a tuberculose, por exemplo. A alicina também é capaz de reduzir o depósito de gordura nas células, tornando-se além de tudo uma importante aliada no combate à obesidade.

Leia também: Cebola uma aliada para sua dieta

Leia também: A diferença entre ser vegetariano e vegano

Além do mais, se trata de um antibiótico seletivo: por ser natural, elimina as bactérias nocivas sem causar dano àquelas que são boas para nosso organismo. Ele tem substâncias com potencial antimicrobiano, antiviral e anticoagulante. Possui ação diurética, expectorante,  antifúngico, antiespasmódico,  vasodilatador,   imunoestimulante e broncodilatador.

O alho na prevenção de doenças

Problemas cardiovasculares – O alho é um elemento muito efetivo na prevenção de muitas doenças e males cardiovasculares. Ajuda a reduzir a pressão arterial, graças à estimulação da produção de ácido sulfídrico, o qual relaxa os vasos sanguíneos e melhora o fluxo de sangue no organismo. Ainda ajuda a prevenir e reduzir o enrijecimento das artérias, algo que se ocorrer pode dificultar a circulação sanguínea.

Bom para o estômago e intestino – É excelente para a digestão, ele ajuda a processar os alimentos, e eliminar resíduos do organismo, além de prevenir inflamações estomacais e intestinais. Também age como diurético e colabora para a eliminação de líquidos e toxinas. O alho é um alimento tão eficaz que “consegue” separar bem quais são as bactérias benéficas para o nosso organismo, o vegetal elimina aquelas que causam danos ao intestino e, ao mesmo tempo, preserva as que ajudam na digestão.

Diminui o risco de câncer – Muitos estudos sugerem que há uma relação entre o consumo regular de alho e a redução do risco de adquirir diferentes tipos de câncer, devido a suas propriedades antibacterianas e o bloqueio da formação de substâncias cancerígenas. O alho parece ter resultados especialmente bons na prevenção de distintos tipos de câncer que afetam o trato gastrointestinal. A explicação poderia estar em seu teor de enxofre, que demonstra efeitos positivos na luta contra esse tipo de problema.

Contra a gripe, resfriado e problemas respiratórios – O alho possui ação antibiótica, antimicrobiana e antisséptica. Por isso, é muito eficiente para prevenir e curar gripes e resfriados, até mesmo para combater febres e problemas respiratórios agudos e crônicos, como as bronquites. Vale ainda consumir o alimento em forma de essência, para aliviar sintomas da asma.

Diminui a depressão e ansiedade – Por atuar no sistema imunológico, melhorando as defesas do organismo, reduz a fadiga, estresse, depressão e ansiedade.

Diabetes – Segundo pesquisas, o alho pode aumentar a secreção de insulina, que baixaria a glicemia e melhoraria a sensibilidade à insulina, ajudando a reverter o diabetes

Auxiliar contra a arterosclerose e trombose – Alguns estudos publicados de 1995 para cá, cujos focos de atenção são justamente as propriedades curativas do alho, frisaram ainda mais outras duas de suas características importantíssimas: o alho pode ser utilizado, com resultados garantidos, no combate a arterosclerose e à trombose.

Desintoxicação – Consumir o alho logo após acordar ajuda a desintoxicar o organismo de toxinas e rejeitos.

Contra indicações

Em algumas pessoas o alho pode gerar gases e não se recomende para quem tem acidez ou problemas gástricos avançados. Já quem toma algum anticoagulante deve consumir o alimento com moderação, o mesmo vale para gestantes.

Caso haja dúvidas, é sempre recomendado que se consulte o médico para que ele possa analisar melhor cada caso.