O sódio, herói ou vilão?

O sódio é um mineral essencial ao bom funcionamento do organismo, porém, tanto o seu excesso quanto a sua falta são prejudiciais, ou seja ele pode fazer papel de herói ou vilão na nossa alimentação, isso depende diretamente da quantidade diária ingerida do mineral. Ele é utilizado para dar sabor e tempo de prateleira aos produtos industrializados, auxilia na conservação tanto de doces como salgados, enfim, é encontrado em quase todos os alimentos naturais e processados. A principal função do sódio é equilibrar a quantidade de água no organismo, juntamente com o potássio. 

A quantidade de sódio recomendada diariamente é de 2 gramas de sódio ou 5 gramas de cloreto de sódio (sal de cozinha) para adultos. Além do sal consumido para temperar os alimentos, também ingerimos cerca de 2 gramas de sódio provindos naturalmente dos alimentos. E é ai que devemos estar atentos, pois, essa quantidade é facilmente ultrapassada visto que, por cultura, a população brasileira utiliza-se de mais que essa quantidade nas preparações dos alimentos (brasileiros consomem em média de 12 gramas de sal por dia), sem contar a grande oferta, hoje em dia, de alimentos industrializados ricos em sódio.

Os alimentos naturais ricos em sódio são geralmente os de origem animal como carnes, peixes, ovos e leite. No sal de cozinha o sódio está na forma de cloreto de sódio (NaCl). Mas, além disso, este mesmo sódio se apresenta de outras formas como: ciclamato de sódio e sacarina sódica em adoçantes, bicarbonato de sódio, usado em massas e glutamato monossódico para realçar o sabor dos alimentos.

Leia também: O sal rosa do Himalaia

Leia também: Conheça melhor este mineral: o potássio

Combinação de sódio e potássio

A relação entre sódio e potássio também é fundamental no sentido de um mineral equilibrar o outro. Enquanto o sódio retém os líquidos, o potássio provoca a excreção, de modo que as células fiquem com a quantidade certa de água. Além disso, a dupla sódio e potássio participam de contrações musculares e do fornecimento de energia para o organismo.

Quando se consegue estabelecer esse equilíbrio, o sódio e o potássio ajudam a respiração celular e síntese de proteína, além de favorecer a penetração de açúcares e aminoácidos para as células nervosas e musculares. O recomendado é a ingestão diária de 3,5 gramas de potássio, juntamente, como dito acima de 2 gramas de sódio ou 5 gramas de cloreto de sódio (sal de cozinha).

Benefício do sódio

– Aliado do coração: A dupla sódio e potássio são essências para as contrações musculares e por isso ajuda a manter o ritmo cardíaco normal. A ausência de sódio pode levar a uma arritmia cardíaca.

– Evita o cansaço: O sódio participa do fornecimento de energia para o organismo. Isto porque ele age no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras, transformando estes macronutrientes em energia para o corpo. Por isso, a ausência de sódio pode levar ao cansaço.

– Essencial para os músculos: Este benefício ocorre porque o sódio participa do processo de contrações musculares. Assim, além do coração, a ausência deste mineral leva a uma fraqueza muscular generalizada.

Riscos de consumo e efeitos colaterais

O sódio em excesso no organismo pode acarretar uma série de problemas de saúde, por isso é muito importante controlar seu consumo diariamente. Conheça alguns desses malefícios:

– Hipertensão: Como já foi dito, o sódio retém a água. Por isso, o excesso do mineral leva a grande quantidade de água no organismo, que aumentará a quantidade de sangue. Com este aumento as artérias e veias se dilatam, aumentando de diâmetro, com isso, aumentando a pressão arterial.

– Problemas cardíacos: Com o aumento da quantidade de sangue, aumenta também o trabalho do coração, ao longo do tempo, tanto esforço irá resultar em problemas cardíacos.

– Problemas nos ossos: O sódio em excesso no organismo rouba o cálcio dos ossos, aumentando o risco da pessoa desenvolver problemas como osteoporose ou osteopenia.

– Prejudica os rins: Com o excesso de sódio, os rins precisam expelir maior quantidade deste mineral e por isso trabalham mais. Com o tempo, isto pode levar a uma sobrecarga do órgão e prejudicar seu funcionamento.

– Favorece o inchaço: A pessoa pode desenvolver inchaço devido ao acúmulo de líquidos provenientes do excesso de sódio no corpo caso tenha outros problemas associados, como obesidade ou complicações cardíacas.

– Excesso de iodo: Como o sal de cozinha também possui adição de iodo, pode ocorrer o excesso desta outra substância que favorece problemas na tireoide.