Melão extremamente refrescante, saudável e doce

Extremamente refrescante, saudável e doce, o melão, uma fruta provavelmente nativa do Oriente Médio, possui abundância de água em sua composição (cerca de 80%) e somado ao seu sabor suave torna-se uma fruta muito consumida nas estações mais quentes do ano. Ele é cultivado em muitas partes do mundo, chegou ao Brasil na década de 50 e, a partir dos anos 70, o cultivo estabeleceu-se no Nordeste do país, principalmente no Rio Grande do Norte e no Ceará.

O melão é um alimento funcional completo e faz muito pelo equilíbrio do nosso organismo, além de ajudar a perder peso de forma natural, possui apenas 36Kcal a cada 100 gramas, pouca quantidade de açúcar e boa quantidade de fibras alimentares. É uma das frutas mais ricas em sódio, mas também contém minerais como o ferro, potássio, fósforo, magnésio e cálcio. Possui, além de vitaminas do complexo B, vitamina A e C, a quantidade de betacaroteno varia para cada espécie. De maneira geral, quanto mais alaranjada a coloração da polpa, maior a concentração de nutrientes.

Leia também: Os muitos benefícios da melancia

Leia também: Betacaroteno um pigmento antioxidante natural

Tipos de melão

Embora o melão amarelo ainda seja o mais difundido no Brasil, hoje em dia é possível encontrar diversos tipos nos mercados: do fino e delicado cantaloupe, perfumado e de polpa alaranjada, ao novíssimo matisse, quase todo branco, por fora e por dentro.Conheça alguns tipos de melões mais comercializados no Brasil:

– Amarelo: Este é o tipo mais comum, com casca cor amarela intensa, enquanto a polpa é bem clara, branco-esverdeada. Por sua textura e sabor neutro, além de ser consumido ‘in natura’ ou para fazer sucos, também é muito indicado no preparo de saladas ou carpaccios, fatiado bem fininho, para dar crocância ao prato.

– Orange: De polpa alaranjada e doce, este melão pertence à categoria dos inodoros (Cucumis melo inodorus), a mesma do amarelo. A casca é lisa, entre bem amarela a esbranquiçada.

– Cantaloupe: É o grande representante dos aromáticos, chamados de “cantalupenses”. De casca rendada, clara e polpa bem alaranjada, é doce e perfumado. Por estragar mais rápido que os demais, vale conservá-lo sempre em geladeira.

– Gália: Também conhecido como israelense, tem formato redondo, polpa esverdeada e casca amarela e rendada. Pertence à família dos aromáticos (Cucumis melo cantalupensis), com perfume delicado. É uma das variedades mais interessantes, embora seja difícil de achar. Com ele se fazem pratos sofisticados como canapés com peito de peru ou salmão defumado. Sua doçura combina bastante com esses sabores.

– Matisse: Recém chegado ao Brasil, esta variedade tem aparência peculiar, branca por fora e por dentro, mas com a casca coberta de rajadas esverdeadas. É considerado um dos mais doces. Fica bom em saladas salgadas, com carnes defumadas e é ótimo para fazer sorvetes.

– Pele de sapo: O nome desta variedade faz jus à sua aparência: ovalado, este melão tem casca verde-escura e rajada. Por dentro, é branco e de polpa doce. Embora não seja perfumado, seu sabor agrada tanto ao natural quanto em receitas diversas, inclusive drinques.

Benefícios do melão

– Hidratante e desintoxicante: O melão é excelente alternativa para hidratar e desintoxicar o organismo ao mesmo tempo. Segundo a nutricionista Caroline Codonho, o consumo de melão é ideal para manter o peso saudável, por ele ser uma excelente fonte de água e baixo valor calórico. “Suas fibras, aliadas à essa quantidade de água garantem a eliminação de toxinas que acumulamos com a má alimentação”, destaca a profissional.

– Ajuda na digestão e dá saciedade: Por ser rico em fibras, o melão ajuda na digestão. Suas fibras, junto com a pectina (fibra em forma de gel), aumentam a sensação de saciedade, evitando que se coma em excesso e ajudando no processo de emagrecimento.

– Eficaz contra prisão de ventre: Como a fruta tem alta concentração de água e fibras, é um laxante natural e ajuda a aliviar a prisão de ventre. As fibras e a água aumentam o bolo fecal, reduzindo o tempo que fica no intestino, facilitando a evacuação.

– Fortifica o sistema imunológico: O melão tem muitos bioflavonóides, excelentes fontes de antioxidantes e anti-inflamatórios, carotenóides, que previnem várias doenças e minerais como ferro, importante para combater a anemia, e cálcio, fortificador dos ossos. “O sistema imunológico também é fortalecido com o consumo do melão, ele possui boa quantidade de vitamina C”, explica Codonho.

– Ameniza sintomas da menopausa e doenças degenerativas: Além da enorme quantidade de água, em sua composição há muito fósforo, magnésio, vitaminas A e do complexo B, que ajudam fortalecimento ósseo e mantém longe a osteoporose, ameniza a sensação de flacidez, diminui os sintomas da menopausa, da ansiedade e do envelhecimento.

– Regula a menstruação, circulação e coagulação sanguínea: Consumir melão regularmente ajuda a regular a menstruação, pois melhora a circulação do sangue e seus nutrientes têm propriedades anticoagulantes. A fruta é um calmante natural, o que diminui as mudanças de humor da menopausa. Além disso, seus componentes revigoram o organismo de forma geral.

– Ação diurética, reduz o inchaço, regula o colesterol e diminui a pressão arterial: “O melão é bastante recomendado nos processos de detox, por estimular a diurese e diminuir a retenção de líquidos”, revela Caroline. Essa propriedade diurética é ótima para pessoas hipertensas, pois o consumo regular do melão diminui a pressão arterial, que, juntamente com os agentes “purificadores” do sangue contidos na fruta, promovem bons níveis de colesterol.

– Previne problemas urinários: Quando consumido com frequência, o melão pode prevenir problemas no trato urinário, por conta de suas vitaminas e minerais facilitam o trabalho dos rins, faz com que substâncias tóxicas produzidas pelo nosso organismo sejam eliminadas de maneira mais eficaz. E, para completar, o pH alcalino da fruta atua neutralizando a urina e controlando a proliferação de micro-organismos que causam infecções urinárias.

– Promove a saúde da visão: A fruta tem zeaxantina em sua composição, nutriente capaz de absorver os raios de luz solares prejudiciais, bloqueando-os e protegendo os olhos dos danos causados por eles.

– Melhora a saúde da pele: Para finalizar, além de todos os benefícios para a saúde pelo consumo na alimentação, o melão também pode ser usado em compressas ou em receitas caseiras para tonificar todos os tipos pele, pois limpa profundamente e ativa a circulação.

Riscos de consumo e efeitos colaterais

Apesar de seus inúmeros benefícios para a saúde do organismo, o melão é uma fruta que deve ser consumida com moderação (duas fatias por dia é o suficiente para suprir as necessidades diárias das vitaminas e minerais que ele oferece), pois a ingestão em excesso pode ocasionar mal-estar e até mesmo diarreia.

Aconselha-se comer a fruta entre as refeições (como lanche da tarde, por exemplo), nunca como sobremesa. Isso se deve ao fato de que a digestão do melão é muito rápida. E caso ele seja ingerido após uma refeição principal, ele pode ficar “preso” no estômago junto com outros alimentos, levando mais tempo do que deveria para ser digerido, ocasionando a formação de gases e desconforto abdominal.