Maracujá agradavelmente doce e ácido

O maracujá (Passiflora Edulis) é uma fruta agradavelmente doce e ácida ao mesmo tempo. Chamada de fruta da paixão pelos americanos, seu aroma e sabor são únicos e inconfundíveis, assim como as suas propriedades. Você já deve ter ouvido falar no potencial calmante do maracujá, o alimento que ajuda a tranquilizar a mente e tratar problemas como a insônia, por exemplo. Só que muitas pessoas não sabem que os benefícios do maracujá vão muito além disso, pois a fruta é rica em vitaminas, minerais e outras substâncias importantes para o organismo.

O maracujá apresenta inúmeros benefícios, é usado na formulação de remédios caseiros, chás ou tinturas, e podem ser usadas as folhas, flores, fruto, sementes e até mesmo a casca do maracujá. 

Benefícios do maracujá

Prevenção e combate contra o câncer – O maracujá é um poderoso aliado da saúde do sistema imunológico e fonte de propriedades anticancerígenas. Os antioxidantes presentes no maracujá agem eliminando os radicais livres, que são conhecidos por causarem mutação em células saudáveis, transformando-as em potenciais células cancerosas. Esta fruta também contém vitamina A e vários flavonoides e compostos fenólicos que têm sido associados ao combate de tumores de boca e de pulmão;

Leia também: Vitamina C vital para o organismo

Leia também: Ferro de suma importância para atletas

Suporte ao sistema imunológico –  Ele é cultivado e consumido desde os tempos antigos não só pelo seu sabor, mas também por causa do bem que nossos antepassados acreditavam que ele fazia ao sistema imunológico. E eles estavam certos, a vitamina C e a beta-criptoxantina presentes na fruta são responsáveis por esses benefícios do maracujá ao sistema imunológico.

Um único maracujá pode conter mais do que 100% da ingestão total de vitamina C requerida para uma dieta saudável. A beta-criptoxantina por sua vez, é um carotenoide determinante na ingestão de vitamina A. Estes componentes atuam como antioxidantes, que neutralizam os radicais livres antes que eles possam prejudicar os órgãos e resultar em doenças como câncer, doenças cardíacas ou envelhecimento precoce. Além disso, a vitamina C estimula a atividade das células brancas do sangue responsáveis pelo nosso sistema de defesa, protegendo-nos assim tanto de doenças comuns como resfriado, gripe e outras infecções e também de doenças mais graves;

Melhora a digestão – O maracujá tem uma elevada quantidade de fibras, especialmente fibras solúveis. Uma única fruta pode fornecer quase o total da necessidade diária do nosso corpo. As fibras melhoram a capacidade do corpo de absorver os nutrientes dos alimentos, aumentam o efeito laxante no intestino e melhoram a digestão. Elas absorvem água e amolecem o bolo fecal de modo a garantir uma evacuação saudável, além de mover a comida mais rapidamente através do trato digestivo, reduzindo o tempo de exposição do cólon a toxinas.

Além das fibras, o maracujá também tem alto teor de água, ideal para melhorar a digestão.

Ele também estimula a digestão através de enzimas que aumentam a quantidade de sucos gástricos produzidos no estômago, por isso é conhecido por aliviar muitas doenças gástricas;

Aumento da hemoglobina no sangue – A cor vermelha do nosso sangue se deve a um pigmento chamado hemoglobina, cujo conteúdo principal é o ferro. O baixo nível de hemoglobina é o causador da anemia, uma condição que pode levar a cansaço persistente, falta de ar, tonturas e desmaios. O maracujá contém uma quantidade elevada de ferro, cerca de 20% do total que precisamos diariamente. Ele também possui vitamina C, vital para a absorção de ferro no corpo. Uma combinação perfeita para manter os níveis ideais de ferro e hemoglobina no sangue;

Melhora a saúde dos olhos – Além de proteger contra o câncer, a vitamina A também trás os benefícios do maracujá à saúde dos olhos, incluindo a prevenção da degeneração macular, a catarata e a cegueira noturna. A visão e a saúde dos olhos tendem a se deteriorar de acordo com o envelhecimento e devido a infecções e fraqueza dos nervos óticos.

Ele contém uma grande quantidade de antioxidantes, como a vitamina A, a vitamina C e os flavonoides. Estes nutrientes protegem os olhos dos danos causados por radicais livres e cuidam das membranas e mucosas que o compõem;

Regula a pressão sanguínea – Devido ao alto teor de potássio e o baixo teor de sódio do maracujá, ele é um alimento altamente eficaz na proteção contra a pressão alta. O potássio é um mineral essencial no corpo humano por várias razões, uma das quais é o seu papel como vasodilatador. Ele relaxa a tensão dos vasos sanguíneos e promove o aumento do fluxo sanguíneo. Isto reduz a pressão sobre o coração e aumenta a saúde cardiovascular global.

O potássio também regula o equilíbrio de eletrólitos e controla a função muscular de todo o nosso corpo, incluindo os músculos do coração. Este controle também evita a libertação de cálcio para a corrente sanguínea. Quando liberado em excesso, o cálcio pode causar bloqueios nas artérias, levando a doenças do coração;

Ajuda a manter o bom humor – Tanto a fruta quanto a flor do maracujá contêm alcaloides medicinais e fitonutrientes conhecidos por terem propriedades sedativas leves, e são responsáveis por mais benefícios do maracujá. Verificou-se que a ingestão da fruta relaxa o sistema nervoso e induz o sono. Sua ingestão potencializa a manutenção do humor de forma tão eficaz que muitos médicos já estão receitando suplementos naturais à base de maracujá para tratar problemas como depressão, ansiedade e insônia;

Alívio para a asma – Estudos recentes mostraram que uma combinação de extratos de casca de maracujá pode compor uma mistura que tem efeito expectorante, sedativo e calmante sobre o sistema respiratório. Os flavonoides do maracujá roxo são particularmente úteis para melhorar os sintomas de asma e estudos falam inclusive que o extrato das cascas desta espécie de maracujá poderia substituir os medicamentos convencionais para asma no futuro;

Melhora a saúde e a densidade dos ossos – O maracujá é uma fonte rica de minerais como o ferro, cobre, magnésio e o fósforo. Minerais importantes para benefícios do maracujá como aumentar a densidade mineral óssea e reforçar os ossos. Alguns destes minerais são partes integrantes na criação de matéria óssea adicional. Eles agem fortalecendo a matéria óssea já existente e acelerando o reparo em caso de perda de massa óssea.

Este pode ser um meio de aliviar, prevenir ou mesmo eliminar os sintomas da osteoporose e da dor associada à deterioração dos ossos devido ao envelhecimento;

Age contra a insônia – Há um composto alcaloide medicinal no maracujá que funciona como um sedativo, este composto tem sido associado a uma redução da agitação, insônia, ansiedade e nervosismo, fatores que impedem uma boa noite de sono;

Ajuda a manter as células do cólon saudáveis- As fibras solúveis encontradas na fruta limpam as toxinas que podem ser armazenadas no cólon, trazendo benefícios do maracujá como a regulação e facilitação dos movimentos do intestino. As fibras absorvem água e fazem um bolo fecal mais macio, facilitando a evacuação. Esta função particular das fibras resulta na redução da incidência de inflamações da área anal;

Propriedades e benefícios das sementes, do óleo de maracujá e da casca

As sementes de maracujá são muito nutritivas para a saúde. Elas funcionam como fibra solúvel e podem ser de grande benefício para melhorar o metabolismo em pessoas em dieta de emagrecimento. Elas também são fontes importantes de antioxidantes, em especial o piceatannol, um composto químico que atua como antioxidante, prevenindo o câncer e doenças degenerativas.

Quanto ao óleo extraído das sementes, ele é muito bom para dores musculares devido ao conteúdo de sedativo que contém. Ele também é benéfico para manter a elasticidade da pele, para nutrir os cabelos, melhorar sua textura e aumentar o volume.

A casca do maracujá é rica em pectina, um tipo de fibra que arrasta gorduras para fora do organismo, ela pode ser consumida na forma de farinha, misturada em sucos e iogurtes.

Efeitos colaterais

As propriedades sedativas do maracujá, podem intervir com outros medicamentos como os que são administrados para a depressão e ansiedade. Por razões semelhantes, o consumo excessivo de álcool e maracujá concomitantemente deve ser evitado porque pode afetar a resposta dos seus reflexos, mesmo que temporariamente.

Também é muito importante salientar que não se deve tomar aspirina com maracujá, uma vez que a mistura pode aumentar o efeito deste medicamento e causar uma diluição excessiva do sangue. O maracujá tem uma propriedade anticoagulante, assim como a aspirina.

Outro alerta é para os diabéticos, uma vez que a maior parte das calorias desta fruta vêm de açúcares, pessoas com diabetes deve ter cuidado ao ingeri-la, ou pelo menos estar ciente de seus níveis de açúcar no sangue quando decidir comer a fruta.