Leite de semente de melão: por que e como fazer?

Cada vez mais, a procura por opções vegetais de leite tem aumentado, fazendo com que as marcas disponibilizem diferentes opções no mercado. Os mais comuns de serem encontrados são os leites de soja, castanha, amêndoas, arroz e aveia, mas você conhece o leite de sementes de melão, sabe por que e como fazer?

Esses leites vegetais são opções bastante nutritivas e boas para quem, por questões de saúde ou de preferência, não pode (quem sofre de alergia à proteína do leite – APLV ou intolerância à lactose – IL) ou não deseja consumir o leite de vaca. A principal desvantagem nos leites vegetais é que possui um preço mais elevado, pelo fato de demandar uma grande quantidade de matéria-prima em seu processo produtivo.

Leia também: Alergia à proteína do leite de vaca – (ALV ou APLV)

Leia também: Leite de aveia um ótima alternativa ao leite de vaca

No entanto, existem outros vegetais que também podem ser utilizados na produção de leite para consumo. Estas opções podem ser menos custosas e, além disso, aumentar o aproveitamento de partes dos alimentos que, na maioria das vezes, são descartados. O leite de semente de melão é uma dessas opções.

A composição nutricional do leite de sementes de melão

É quase unânime que, nas residências, as sementes do melão sejam descartadas, o que gera maior quantidade de resíduos e, também, perda de nutrientes que poderiam ser aproveitados. A semente de melão é bastante rica em proteínas, lipídios e fibras alimentares, além de micronutrientes importantes, como vitaminas A, D, K, E, B6, B12, e os seguintes minerais: potássio, zinco, selênio e cobre.

Possui, ainda, compostos bioativos com funções antioxidante, analgésica, cardioprotetora, importantes para a manutenção de diversas funções do organismo e prevenção de doenças. Estes nutrientes estão, em geral, em concentrações maiores nas sementes do que na própria polpa do melão.

Como preparar o leite de sementes de melão

Para o preparo do leite de semente de melão, há duas opções, a primeira é remover todas as sementes das fibras da polpa e lavar bem em água corrente para ao bater formar um leite mais branquinho. A segunda opção é apenas lavar para remover o excesso de fibras, para aproveitar os nutrientes da polpa que está presa às sementes.

Após lavar, coloque em um prato e cubra com papel toalha para remover o excesso de umidade. Após esse processo poderá guardar as sementes na geladeira por até três dias.

Coloque as sementes no liquidificador ou processador junto com uma xícara de água (quantidade ideal para as sementes de um melão) e bata bem. Em seguida, peneire o leite e ele estará pronto para ser usado em vitaminas, mingaus, shakes ou qualquer outra receita do seu gosto.

O leite de semente de melão lembra o leite de semente de amêndoas, porém, muito mais barato.

Colaboração: Biomédica Drª Mayara Vianna de Menezes (CRBM 5691)