Kiwi um fruto levemente azedo e refrescante

O kiwi é um fruto bastante conhecido e apreciado, seu sabor pode ser mais ou menos ácido, a depender do nível de maturidade, mas, de forma geral, é exatamente seu gosto levemente azedo e refrescante que chama a atenção. Nativo da China, o kiwi é considerado o fruto comercial com maior quantidade de vitamina C já identificado com a exceção da acerola, além de ser particularmente rico em alguns oligoelementos, como o magnésio, o potássio e o ferro.

O kiwi é uma fruta facilmente encontrada nos supermercados, especialmente entre os meses de abril a maio. É uma fruta ótima quando falamos em nutrição, beleza e saúde, pois, além dos nutrientes citados acima, também é rico em fibras e possui pouquíssimas calorias, cerca de apenas 50 kcal por unidade.

O consumo regular dessa fruta pode ser benéfico para o tratamento de várias doenças, devido aos seus compostos bioativos, como os antioxidantes e flavonoides, que ajudam a reduzir a inflamação crônica do trato respiratório e o estresse oxidativo das células do corpo, que são a origem de diversas doenças.

Leia também: Acerola cem vezes mais vitamina C que a laranja

Leia também: Os antioxidantes e as doenças neurodegenerativas

Benefícios do kiwi

– Ação anti oxidante: O que se deve à forte presença de vitamina C, e como dito acima, reduzir inflamações e o estresse oxidativo das células do corpo, prevenindo, assim, inúmeras doenças degenerativas. De acordo pesquisadores da Universidade de Teikyo, no Japão, o kiwi, supera várias outras frutas quando o assunto são o antioxidantes, principalmente os conhecidos como polifenóis.

– Auxilia a digestão: Este benefício se deve ao fato do kiwi possuir em sua composição a actinídia, enzima responsável pela digestão das proteínas.

– Ajuda a emagrecer: Além da baixíssima quantidade de calorias e a grande quantidade de fibra, o kiwi também possui baixo índice glicêmico.

– Combate a diabetes: Por possuir baixo índice glicêmico o fruto também contribui para o equilíbrio da liberação de insulina, e, com isso, não impede o aumento da glicemia de maneira acentuada.

– Ajuda no controle da pressão arterial: A presença de potássio em grande quantidade equilibra os níveis dos demais eletrólitos, principalmente o sódio.

– Combate as doenças cardíacas: Possui ação anticoagulante, reduzindo as chances de formação de trombos na corrente sanguínea.

– Reduz o colesterol: A presença de fibras em grande quantidade reduz a absorção intestinal do colesterol. Além de mantêm o intestino saudável e favorecer o processo de digestão.

A casca do kiwi

Apesar do aspecto pouco convidativo, a casca do kiwi pode ser consumida pura ou junto com a fruta. A propriedade laxativa atribuída às fibras presentes nela ajuda pessoas que apresentem problemas de intestino preso. Obviamente, é imprescindível fazer uma boa higienização antes de consumir o fruto com a casca. A ideia é evitar infecções causadas por bactérias e fungos que se alojam na superfície pilosa.

Riscos de consumo e efeitos colaterais

As sementes podem ser alergênicas para algumas pessoas, caso elas sejam retiradas, não há problemas em consumir a fruta.

Em crianças, a vitamina C que o fruto possui em grande quantidade, também pode provocar reações alérgicas.