Impossible Foods anunciou carne de ‘porco vegetal’

A startup americana Impossible Foods, famosa por ter criado um hambúrguer 100% vegetal que imita carne, deu mais um passo na sua tarefa de desenvolver carnes sem origem animal: durante a Consumer Eletronics Show (CES), a feira mais importante de tecnologia do mundo, que acontece do dia 7 a 10 de janeiro de 2020 em Las Vegas (EUA), a empresa anunciou uma carne de ‘porco vegetal’, a base de soja.

Trata-se do primeiro produto da empresa desde o lançamento do hambúrguer vegetal em 2016. Para reproduzir a carne de porco, a empresa teve o desafio de usar tecnologia para imitar o gosto do porco em um alimento que fosse fácil de cozinhar como uma carne. Segundo a Impossible Foods, seu ‘porco vegetal’ não contém glúten e nem hormônios de animais em sua composição.

Mas ainda não há previsão de quando ele poderá ser experimentado pelo público em geral. Durante a coletiva de imprensa, foi possível degustar a carne de porco da empresa em pratos da culinária asiática, como lámens, baos (uma espécie de sanduíche) e dumplings (bolinhos de massa recheados). Na avaliação foi constatado que a consistência é bastante similar à da carne de porco, enquanto o gosto se aproxima bastante.

Leia também: Seara lança produtos 100% vegetais à base de ervilha

Leia também: Soja, entenda os prós e os contras

Além da ‘carne de porco vegetal’, a Impossible Foods anunciou ainda a Impossible Sausage – espécie de produto similar à linguiça, muito popular no café da manhã dos americanos, e que pode ser feito com carne bovina, suína ou de outros animais. A Impossible Sausage começará a ser vendida, ainda em sistema de testes, em 139 restaurantes da rede de fast food Burger King nos Estados Unidos até o final do mês.

Atualmente, a cadeia de alimentação americana também vende os discos de carne bovina da Impossible em seus restaurantes – aqui no Brasil, a parceria da empresa é com a Marfrig. Com exceção dos testes no BK, ainda não há data prevista para que a ‘carne de porco vegetal’ chegue aos supermercados.

Durante apresentação no evento, o presidente executivo da empresa, Patrick Brown, disse que, com a ampliação de seu catálogo de alimentos, a empresa está seguindo seu objetivo de eliminar o consumo de carne e tornar o mundo mais sustentável. “O desenvolvimento do hambúrguer e da carne de porco é semelhante em linhas gerais, mas a cada tipo de carne há detalhes importantes na definição da fórmula”, disse o executivo.

Startup também trabalha em bacon vegetal

Por meio de nota, a empresa afirmou ainda que 47 porcos são mortos a cada segundo no mundo, e também que mais da metade do consumo de porcos vem da China – desde 1990, o consumo do animal por lá aumentou 140%. “Certamente é um mercado que queremos explorar”, disse Brown. Hoje, a Impossible atua apenas nos EUA e faz testes em mercados selecionados da Ásia. 

Segundo o executivo, a startup também trabalha em sua própria versão de bacon vegetal, mas ela ainda não está pronta para o mercado. “Só vamos lançá-la quando sentirmos que o maior fã de bacon do mundo achá-la extremamente deliciosa. Mas estamos no caminho”, afirmou Brown durante a coletiva. 

Fonte: Estadão