Folhas de mostarda, comestíveis, versáteis e repletas de nutrientes

Quando falamos em mostarda, o molho vem logo à mente, mas nesse artigo vamos falar exclusivamente das folhas de mostarda, que são comestíveis, versáteis (podem ser usadas em saladas, refogados e sopas) e repletas de nutrientes. Mais adiante teremos um artigo sobre as suas sementes, que também tem grande valor nutricional, contribuem com diversos benefícios para a nossa saúde e, estas sim, servem para produzir o molho de mostarda e para fazer remédios caseiros.

As mostardas são plantas dos gêneros Brassica e Sinapis, os quais também incluem o repolho, brócolis e couve. Os maiores produtores mundiais de mostarda em 2007 e em ordem descrescente foram: Nepal, Canadá, Mianmar e Rússia. Estima-se que tenha aparecido pela primeira vez na Índia nos anos 3000 a.C.

Com apenas 27Kcal a cada 100 gramas das folhas, a mostarda contém muita fibra dietética e é uma excelente fonte de vitamina A, C, E, K e vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, piridoxina e folato). Já minerais, sua composição nutricional conta com cálcio, manganês, ferro, fósforo, potássio, zinco, selênio e magnésio. Muito rica em antioxidantes, ela também é fonte de flavonoides, indóis, sulforafano, carotenoides, luteína e zeaxantina.

Leia também: Vitamina K necessária para a coagulação do sangue

Leia também: Flavonoides e seus muitos benefícios para saúde

Benefícios das folhas de mostarda

– Possui ação desintoxicante: A folha de mostarda é uma boa fonte de carotenos e antioxidantes flavonoides, e também é rica em glicosinolato (composto que protege o fígado e melhora seu desempenho) e, por isso, ativa enzimas que metabolizam as substâncias tóxicas. Os antioxidantes naturais são muito importantes, pois eles ajudam a combater os radicais livres.

Além disso, possui boa quantidade de clorofila, que também contribui para a eliminação de toxinas ambientais da corrente sanguínea, neutralizando os metais pesados, produtos químicos e pesticidas que estão no corpo.

– Melhora a imunidade do organismo: As folhas de mostarda possuem diversos nutrientes que contribuem para o aumento da imunidade, como por exemplo vitamina A, C, E e zinco.

– Combate ao colesterol alto: As folhas de mostarda são aliadas na hora de combater o colesterol alto. Por conterem vitamina B3, que combate a aterosclerose (quando ocorre acúmulo de placas de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias). O vegetal também melhora a produção de bile pelo fígado (que usa o colesterol como matéria-prima). Isto tudo ajuda, inclusive, a evitar as doenças cardíacas.

– Combate a osteoporose: Cem gramas de mostarda cozida contêm 525% do valor diário recomendado de vitamina K. Ela está diretamente envolvida na mineralização óssea, na coagulação do sangue e ajuda a remover o cálcio patológico, presente em áreas do corpo onde não deveria estar, como nas articulações (causando bursite ou artrite), nos órgãos formando cálculos (rins, vesícula), nos tecidos (nódulos calcificados na mama e dutos salivares), e nos vasos sanguíneos (se depositam nas artérias, endurecendo o sistema circulatório, e reduzem o seu calibre, o que aumenta a chance de um enfarte).

– Auxilia no combate a dores: Por possuir ação anti-inflamatória, a mostarda ajuda a aliviar dores articulares e musculares.

– Ajuda na formação do feto: O ácido fólico (vitamina B9) pode ser encontrado também em níveis elevados nas folhas da mostarda. Essa vitamina é importante na síntese de DNA e tem ingestão indicada para mulheres em início de gestação, como método de prevenção da má formação do sistema nervoso do feto.

– Evita a prisão de ventre: Como as folhas de mostarda são fontes de fibras, podem ajudar no tratamento da prisão de ventre e no bom funcionamento do trânsito intestinal.