Ervilha uma leguminosa da família do feijão e da soja

Ervilha é uma leguminosa com mais de duzentas variedades, nomeada cientificamente de Pisum sativum, pertence a mesma família do feijão e da soja. Disposta no interior das vagens, pode ser encontrada na quantidade de cinco a dez grãos, divididos entre lisos (resistentes, fáceis de preparar e cultivar) e rugosos (mais doces e saborosos).

Essa leguminosa pode ser consumida em pratos diversos, quentes e frios, desde saladas a sopas. Ela traz inúmeros benefícios para a saúde pelo seu alto teor de proteínas e vitaminas. Além de ser um alimento rico em fibras, possuir baixo nível de calorias (a cada 100 gramas apenas 86Kcal) e, quase nada de gorduras, ela possui em sua composição vitaminas A, C, E, K, e vitaminas do complexo B. A ervilha também possui uma grande gama de minerais como zinco, magnésio, manganês, ferro, potássio, fósforo, cálcio, selênio, entre outros.

Leia também: Ferro de suma importância para atletas

Leia também: Vitamina K necessária para a coagulação do sangue

Ervilhas em conserva

Muito fácil de ser encontrada, a ervilha em conserva torna seu consumo muito mais acessível, pois assim pode-se adquirir em qualquer época do ano.

No entanto, é necessário lembrar-se que a ervilha em lata perde boa parte de seus nutrientes, e pior: a maioria tem uma quantidade excessiva de sódio, utilizado para conservar os alimentos por mais tempo. Como se isso não bastasse, o consumo de enlatados predispõe a ser infectado pela bactéria do botulismo, por isso é importante sempre observar as condições das latas antes de comprar e não adquirir aquelas que estão estufadas ou amassadas.

Embora os benefícios da ervilha lata sejam menores do que do vegetal fresco, é preferível consumir um enlatado uma vez por semana ao deixar esse alimento de lado por não ter outra opção, levando em conta a excelente carga de nutrientes que a leguminosa possui.

Benefícios da ervilha

– Ajuda na formação muscular: As ervilhas podem ser reconhecidas como fornecedoras de proteínas, nutriente muito conveniente para aqueles que buscam construção muscular. As proteínas contidas nas ervilhas são superiores as proteínas encontradas em suplementos industrializados.

– Previne o câncer: A ervilha é rica em antioxidantes, substâncias que protegem as células sadias do organismo dos radicais livres, que são moléculas instáveis que dão margem ao desenvolvimento de câncer. No caso da ervilha, o câncer de mama, estômago e de próstata. Quando consumida por pessoas já doentes, ajuda a conter a proliferação de células cancerígenas.

– Auxilia o sistema digestivo: Por ser fonte de fibras, a ervilha atua no bom funcionamento do intestino, evitando constipação e diarreia. Além disso, as fibras também são responsáveis por reduzir o risco de doenças crônicas, evitar o excesso de gordura no sangue.

– Previne doenças cardíacas: O desequilíbrio de pressão arterial e funcionamento geral do coração pode ser prevenido com o auxilio e ingestão regular de ervilhas. Elas podem agir como anti-inflamatória e antioxidante, auxiliando na eliminação de células mortas e favorecem o fluxo sanguíneo. Alguns elementos como o zinco, vitaminas de complexo B, homocisteína e ácido fólico podem prevenir estresse oxidativo, preservando a saúde das paredes dos vasos sanguíneos, e reduzindo a possibilidade de ocorrência de doenças cardíacas.

Os vários fitonutrientes presentes na ervilha também agem na prevenção de coágulos e placas de gordura nas artérias, contribuindo não só para a redução do colesterol ruim e dos triglicerídeos, como também evitando infartos e outros problemas cardiovasculares.

– Fortalece o sistema imunológico e o nervoso: Tanto cozidas quanto cruas, as ervilhas podem fornecer consideráveis porções de vitamina C, uma das grandes responsáveis pela saúde do sistema imunológico, além de apoiar na absorção de ferro. A vitamina K também age de forma positiva para o fortalecimento do corpo.

O sistema nervoso também pode ser favorecido com o consumo dessa leguminosa, que contém fósforo, ferro, zinco, cálcio e muitos outros minerais essenciais para a regulagem de impulsos nervosos, a contração muscular e a reparação de tecidos.

– Previne a osteoporose: A vitamina A também presente na ervilha, é muito importante para a formação dos ossos e dentes, ela os fortalece e reduz o risco de aparecimento de doenças como a osteoporose.

Ajuda na cicatrização da pele e previne o envelhecimento precoce: A vitamina E encontrada na composição da ervilha atua na formação de colágeno, e assim favorece a elasticidade e cicatrização da pele. Outros contribuintes contidos na ervilha, que agem contra o envelhecimento são as vitaminas C, ômega-3, zinco, ácidos fenólicos, alfa e betacaroteno, flavonoides, polifenois e muito mais.

– Auxilia no tratamento de diabetes tipo 2: Para que sofre de diabetes tipo 2 os benefícios da ervilha podem ser muito favoráveis, já que possui índice glicêmico baixo, além de ser um excelente fornecedor de proteínas e fibras. Os efeitos sobre a resistência de insulina são resultantes da ação dos componentes anti-inflamatórios e antioxidantes contidos na leguminosa.