Edamame uma fonte completa de proteínas

O grão de soja ainda verde, o edamame, é um vegetal fresco, em forma de pequenas vagens de tom verde, bastante tenro, o qual contém grãos de textura macia e sabor suave. O edamame é uma fonte completa de proteínas, cada 100 gramas do alimento contém 12 gramas de proteína.

Muito consumido pelos povos orientais, na China ele é conhecido desde 200 a.C., e no Japão desde 1.275 d.C.. Seu nome é a tradução literal de “ramo de feijão”, em idioma japonês, referindo-se aos grãos de soja imaturos contidos dentro de sua vagem. Podendo ser consumido quente ou frio, em forma de aperitivo, e até como molho (sachês com tempero para molho de edamame podem ser encontrados em diversos mercados de comida asiática e oriental).

Já no Brasil, que é o segundo maior produtor de soja do mundo, perdendo apenas para os EUA, o consumo do edamame ainda é relativamente baixo, pois o sabor não caiu totalmente no gosto do povo brasileiro. No entanto, a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias), desenvolveu uma versão da soja verde com um sabor mais suave e levemente adocicado, eliminando de sua composição a enzima que deixa o edamame amargo. Por conta disso, o consumo de edamame vem aumentando gradativamente e ele já pode ser encontrado em feiras e supermercados, tanto fresco dentro das vagens, quanto em grãos descascados e congelados, tornando acessíveis seus benefícios e propriedades para toda a população.

Propriedades do edamame

O edamame conta com grande valor nutritivo, além de rico em proteínas e carboidratos, ainda possui quantidades significativas de ômega 3, ácido fólico, manganês e vitamina K.

Quem conhece a soja e já faz uso dela, sabe que ela possui vários benefícios para a saúde, devendo ter seu consumo restrito apenas por quem tem alergia ou ser consumida com moderação por quem tem disfunções na tireoide. O diferencial da soja verde é que, além de todos os benefícios da soja madura, ela também auxilia no emagrecimento, pois tem mais proteínas e menos carboidratos, ou seja, menos calorias (cerca de 120 kcal em 100 gramas).

Além disso, o edamame é super indicado para quem pratica atividades físicas e para quem busca emagrecimento, pois é rico em diversos nutrientes que aceleram o metabolismo, auxiliam na digestão e evita a retenção de líquidos.

Leia também: Soja, entenda os prós e os contras

Leia também: Conheça a importância da proteína

Benefícios do edamame

– Ajuda a emagrecer: Devido ao alto teor de fibras, o edamame favorece o emagrecimento porque fornece maior sensação de saciedade quando consumido. E é uma boa fonte de proteínas de origem vegetal além de conter poucas gorduras, o que também auxilia neste benefício.

– Anticancerígeno, anti-inflamatório e antioxidante: O edamame contém antioxidantes que eliminam os radicais livres e substâncias tóxicas para seu organismo, o que fortalece o sistema imunológico de seu corpo. Com isoflavonas e saponinas, poderosos antioxidantes, o seu organismo fica protegido contra radicais livres, tornando o ambiente menos propício para células cancerígenas. Não só isso, mas também contém propriedades anti-inflamatórias que pode combater a artrite, dor no peito em mulheres, e segundo estudos mais recentes, é capaz até de prevenir o câncer de mama. Além disso é muito indicado para reduzir ataques de asma.

– Auxilia o sistema cardiovascular: O edamame é ótimo para o coração e para o sistema cardiovascular como um todo, já que possui muitas fibras que podem combater e prevenir doenças cardiovasculares. São ricos em gorduras mono e poli insaturadas, ômega 3 e ômega 6, todas elas ajudam a reduzir os níveis de colesterol ruim na corrente sanguínea.

– Ajuda a aumentar a massa muscular: É uma das melhores fontes de proteína vegetal, ainda mais se for assado. Essas proteínas são as responsáveis por construir tecido muscular. Por isso ele é muito consumido nas dietas de quem pratica halterofilismo, lutadores de artes marciais e fisiculturistas.

– Ameniza os sintomas da menopausa: Assim como o grão maduro da soja, o edamame possui compostos bioativos, os quais são eficazes no tratamento alternativo para sintomas da menopausa, principalmente as isoflavonas.

– Protege os rins: O alimento é uma ótima opção para combater possíveis doenças renais. Isso resulta da capacidade de reduzir as proteínas na urina, que podem chegar a causar proteinúria e o acúmulo de ácido úrico.

– Combate a depressão: O ácido fólico presente no alimento evita a formação de homocisteína, substância que prejudica a produção de hormônios como serotonina e dopamina, os quais regulam o humor, sono e apetite.

– Protege a visão: Por ser uma ótima fonte de vitamina A, consumir edamame com cerca frequência ajuda a manter a saúde dos olhos.