Copra antecipa o lançamento da manteiga vegana

A Copra, indústria de derivados do coco, antecipa o lançamento da manteiga vegana. Ainda segundo a fabricante, o fato de não possuir adição de sódio não retira dessa nova manteiga o sabor da manteiga tradicional, e não acentua o gosto do coco. O lançamento será comercializado em todo o Brasil, na embalagem de vidro de 200ml.

A Manteiga de Coco Copra é uma alternativa natural, saudável e saborosa para substituir a manteiga tradicional, pois é livre de gordura trans, lactose, glúten e ingredientes de origem animal. Sendo assim além de ser 100% vegana, ela atende a demanda de consumidores que são intolerantes à lactose e ao glúten, como portadores de doença celíaca.

Elaborada com óleo de coco e sal rosa do Himalaia, a Manteiga de Coco é rica em ácido láurico e propriedades antioxidantes, nutrientes e minerais, sendo extremamente benéfica na manutenção da saúde e bem-estar.

Leia também: O quanto o coco contribui para nossa saúde

Leia também: Óleo de Coco e os triglicerídeos de cadeia média (TCM)

Cremosa e versátil, a Manteiga de Coco Copra pode ser consumida na forma líquida e pastosa com torradas, pães, aipim, inhame, batata-doce e cuscuz, no preparo de pipoca e grelhados e também como ingrediente culinário em diversas receitas.

Cada porção (10 gramas ou uma colher de sopa) da Manteiga de Coco Copra possui em sua composição nutricional 88Kcal, gorduras totais 9,8 gramas, gorduras saturadas 8,3 gramas e 42 miligramas de sódio.

A empresa

A Copra é pioneira e referência nacional na produção de óleo de coco extravirgem. Atuam há 21 anos em Maceió e  Alagoas. Com 400 funcionários, são especialistas no beneficiamento do coco seco e recebem matéria prima dos principais fornecedores do nordeste, o que em conjunto com o seu laboratório de alta tecnologia que permite manter a característica de pioneiros e entregar ao consumidor final os mais diversos produtos derivados do coco.

A Copra trabalha com produtos veganos, reciclagem e o patrocínio a ações externas, como a parceria que eles possuem com o Instituto Biota.

Em 2011 ganharam o prêmio SESI de inovação tecnológica em Alagoas e ficaram entre as três primeiras do Brasil na categoria com o Óleo de Coco Extravirgem. Em 2012 conquistaram o prêmio SESI de inovação tecnológica em Alagoas, desta vez com a Farinha de Coco. Isso sem contar os mais diversos prêmios BakerTop, criado pela Revista Padaria 2000 e considerado o Oscar da Panificação.