Castanha de caju uma oleaginosa que traz muitos benefícios para a saúde

O cajueiro é uma árvore originária do Nordeste brasileiro que pode chegar a ter dez metros de altura. Ele produz um fruto (a castanha de caju) e um pseudofruto muito conhecido (o caju). Ambos contêm diversas propriedades que oferecem benefícios à saúde, neste artigo vamos abordar esses benefícios em relação ao fruto, ou seja a castanha. A castanha de caju é uma oleaginosa muito comum no nosso país, além de ser saborosa e utilizada como ingrediente, não apenas em doces, mas também em pratos salgados, e que traz muitos benefícios para a saúde.

As castanhas de caju possuem grandes quantidades de antioxidantes, ácidos graxos insaturados, proteínas, fibras, vitaminas (C, E, K e vitaminas do complexo B) e minerais (cobre, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, potássio e zinco) necessários para o funcionamento normal do corpo.

Leia também: Caju uma das frutas que simbolizam a tropicalidade brasileira

Leia também: A diferença entre gorduras saturadas e insaturadas

As gorduras insaturadas contidas na castanha de caju

Por ser uma oleaginosa, a castanha de caju possui gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, que são conhecidas por ajudar a controlar os níveis de colesterol, reduzindo o LDL (colesterol ruim) e aumentando o HDL (colesterol bom). Além disso, as gorduras insaturadas (gorduras presentes no corpo usadas para fornecer energia) são capazes de reduzir os triglicérides no corpo. Quando em excesso, os triglicérides são armazenados no tecido adiposo como reserva energética e se transformam nas conhecidas “gordurinhas”.

Por reduzirem os triglicérides e controlarem o colesterol, essas gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas presentes na castanha de caju ajudam em diversos aspectos em relação a saúde do nosso organismo.

Benefícios da castanha de caju

– Ajuda na saúde do coração: O caju tem baixo teor de gordura quando comparado com outras nozes. E estudos apontam que as castanhas de caju são benéficas para a saúde, controlando várias doenças, como problemas cardíacos. Assim, sua ingestão tem um efeito redutor de colesterol, como já dissemos, além de diminuir estresse oxidativo, inflamação e reatividade vascular. Há ainda uma associação significativa entre o consumo de nozes e uma menor incidência de morte por doenças cardíacas, câncer e doenças respiratórias. Os nutrientes das castanhas, como ácidos graxos insaturados, proteínas, fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes, podem conferir propriedades protetoras do coração, anti cancerígenas e anti-inflamatórias.

– Previne doenças do sangue: O consumo regular de castanhas de caju de maneira limitada pode ajudar a evitar doenças do sangue. A castanha de caju é rica em cobre, que desempenha um papel importante na eliminação dos radicais livres do corpo. A deficiência de cobre pode levar a deficiências de ferro, como anemia. Portanto, nossa dieta deve conter a quantidade recomendada de cobre. E as castanhas de caju são uma boa fonte.

– Protege os olhos: O caju contém um poderoso pigmento antioxidante chamado Zea Xanthin. Esse pigmento é absorvido de maneira rápida e direta por nossa retina, e isso forma uma camada protetora sobre a retina, que evita os raios UV prejudiciais. Assim, pequenas quantidades de Zea Xanthin ajudam a prevenir a degeneração macular relacionada à idade e, portanto, ajudam a manter a saúde ocular.

– Fonte de fibras alimentares: Segundo estudos, a castanha de caju possui uma grande porcentagem de fibras alimentares. As duas fibras alimentares essenciais exigidas pelo nosso corpo são: ácido oleico e ácido palmítico. Essas fibras não são produzidas pelo nosso corpo, portanto, precisam ser conseguidas externamente. As castanhas de caju são boas fontes dessas fibras que ajudam a digerir melhor os alimentos. O consumo de castanhas, como a de caju, tem sido relacionado à diminuição da incidência de várias doenças digestivas. Além disso, comer proteína impede que você fique com fome entre as refeições, o que pode ajudá-lo a seguir um plano de alimentação saudável.

– Melhora o sistema imunológico: Além de conter grandes quantidades de cobre, os cajus são uma grande fonte de zinco. A falta de zinco compromete o funcionamento do sistema imunológico, pois esse mineral é importante para o desenvolvimento de células do sistema imunológico, produção de enzimas antioxidantes e atividade dos reguladores do sistema imunológico. Estudos indicam que o aumento da ingestão de zinco tem sido associado a uma resposta imunológica mais efetiva e rápida.

– Auxilia a saúde de ossos e dentes: A castanha de caju, além de possuir cálcio em sua composição nutricional, também possui fósforo que ajuda na absorção do cálcio e está presente em grande quantidade na composição óssea.

Riscos de consumo e efeitos colaterais

Certifique-se de que a castanha de caju que você for consumir não esteja crua ou mal torrada. Nos estados citados, ela pode ser tóxica devido a presença de urushiol, uma substância que, em pequenas concentrações, pode gerar inflamações na pele, mas em concentrações mais altas pode ser letal.

O consumo da castanha de caju torrada, no entanto, não só traz todos os benefícios apontados como não engorda, mas lembre-se de consumir com moderação, pois se trata de uma oleaginosa.