Ameixa uma fruta suculenta e doce

A Prunus domestica, conhecida popularmente como ameixa, tem algumas dezenas de variedades (em relação ao seu tamanho, cor, sabor e estação do ano em que se desenvolvem), é uma fruta suculenta e doce, podendo ser consumida fresca ou desidratada.

Ambas as versões, fresca e seca, têm alta densidade nutricional e são ricas em compostos fenólicos com ação antioxidante, como ácido clorogênico e antocianidina (o pigmento que dá a cor arroxeada da fruta). Ameixas também são fontes de fibras solúveis e insolúveis, que contribuem para uma série de efeitos benéficos no organismo.

A ameixa fresca de tamanho médio contém apenas 36kcal e apresenta um excelente teor de vitamina C (uma unidade contém 10% da necessidade diária básica). Já a ameixa seca é desidratada e por isso fica mais doce e concentrada em açúcares simples (cinco unidades rendem aproximadamente 120Kcal), porém tem uma baixa carga glicêmica e não causa um aumento rápido nos níveis de açúcar no sangue, possivelmente por causa de seu alto teor de fibras (quatro gramas a cada cinco unidades), ainda possui frutose e sorbitol.

Leia também: Entenda o que são fibras alimentares, os tipos e benefícios

Leia também: Vitamina K necessária para a coagulação do sangue

Ambas possuem vitamina A, vitaminas do complexo B, e contém muita vitamina K (40% da necessidade diária básica), porém, no caso da ameixa seca, boa parte da vitamina C é perdida no processo de desidratação. Nas duas versões também podemos encontrar minerais como boro, cálcio, ferro, magnésio e potássio.

Benefícios das ameixas

– Possui ação antioxidante: A ameixa (fresca e seca) tem sido objeto de várias pesquisas por seu elevado conteúdo de fitonutrientes, como ácido neoclorogênico e ácido clorogênico, que fazem parte do grupo dos polifenóis. Sua função antioxidante é bem documentada: estes dois ácidos neutralizam um radical livre muito danoso ao corpo, o superóxido, que oxida tecidos gordurosos, e assim estes fenóis ajudam a proteger as membranas celulares que são compostas de gordura. A ação antioxidante é reforçada pela presença generosa de vitamina C, vitamina A e antocianidina na fruta.

– Regula o intestino: A ameixa seca é conhecida por sua capacidade de prevenir a prisão de ventre. A fibra solúvel da fruta ajuda a aumentar o volume e a diminuir o tempo de trânsito da matéria fecal através do intestino, que vai funcionar como um relógio, diminuindo assim o risco de câncer de cólon e hemorroidas. A fibra insolúvel da ameixa alimenta as bactérias benéficas presentes no intestino grosso, que fermentam a fibra, resultando na produção de ácido butírico. Este ácido graxo funciona como o principal combustível para as células do intestino e contribui para manter o cólon saudável.

Além das fibras, a ameixa contêm sorbitol, um laxante natural, que ajuda a reter água amolecendo as fezes.

– Combate a osteoporose: As ameixas secas podem ser capazes de reverter a osteoporose em mulheres na pós-menopausa, elas melhoram os marcadores de formação e a densidade óssea. Este efeito benéfico na saúde dos ossos pode estar associado à sua alta concentração de boro e vitamina K, acompanhados de cálcio, três nutrientes diretamente ligados à formação de osso novo, prevenindo assim a ocorrência de osteopenia e osteoporose.

– Controla a glicemia e o apetite: Rica em fibra solúvel a ameixa ajuda a normalizar os níveis de açúcar no sangue porque reduz a velocidade de absorção da glicose (presente nos carboidratos) após uma refeição. A fibra solúvel também aumenta a sensibilidade à insulina e, portanto, pode desempenhar um papel útil na prevenção e tratamento de diabetes tipo 2.

A fibra contida na fruta também promove sensação de saciedade, então a ameixa é um excelente lanche ou sobremesa para quem quer perder peso, porque segura a fome por mais tempo ao retardar o tempo de esvaziamento gástrico.

– Promove a saúde do coração:  As ameixas têm grandes quantidades de potássio, que é um mineral importante para o corpo e atua também no bom funcionamento do coração e dos nervos presentes no organismo. O nutriente ajuda a reduzir problemas como pressão arterial elevada e risco de desenvolver condições como tonturas, doenças cardiovasculares, ataques cardíacos e derrames.

– Oferece proteção contra enfisema pulmonar: Os polifenóis presentes na ameixa seca ajudam a reduzir o risco de desenvolver a doença, que é um tipo de obstrução pulmonar crônica, e causa dificuldades para respirar.

– Melhora a visão: A presença de vitamina A na ameixa é essencial para uma visão saudável. A deficiência em vitamina A é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças e condições oculares como cegueira noturna, olhos secos, degeneração macular e catarata.

Riscos do consumo excessivo

Ameixas secas contêm oxalato (11 miligramas a cada 5 unidades), o que pode ser um problema para quem forma cálculos renais (80% deles são de cristais de oxalato de cálcio). Quando há muita concentração de oxalato nos fluidos corporais, ele pode se cristalizar, causando a formação de pedras nos rins e na vesícula. Neste caso, a melhor opção é a ameixa fresca, que não apresenta quantidade significativa de oxalato.