A difícil arte de fazer dieta e ser mãe

Já parou para pensar no quão desafiadora é a realidade de uma mãe que está acima do peso e precisa fazer dieta? Não é nada fácil! Dentro de uma rotina, que exige um enorme esforço, entre preparar o filho para ir para a escola, arrumar a casa, cuidar do bebê, amamentar, trabalhar fora, fazer o almoço e os lanches das crianças, como se não bastasse, ainda ter que pensar na própria saúde e beleza. Não só parece, mas realmente são coisas extremamente difíceis de conciliar, como a arte de fazer dieta e ser mãe.

Quando nos preparamos para ter um bebê, nem tudo sai como o planejado. Tentamos priorizar nossa saúde, melhorar a alimentação, fazer exercícios, tudo ao mesmo tempo. E, na maioria das vezes, as coisas não acontecem como imaginamos e acabam por sair do controle, consequentemente ganhamos mais peso do que deveríamos, então todas pensamos: “tudo bem, depois que o bebê nascer eu perco tudo!” E o bebê nasce, sua vida vira de cabeça para baixo, as prioridades se tornam outras, e o seu corpo e a sua disposição mudam completamente.

Você procura a ajuda do seu médico ou da sua nutricionista, na esperança de que eles terão uma fórmula mágica, se engana achando que todos os seus problemas irão embora rapidamente e você terá o seu corpo de volta. Seria ótimo se acontecesse dessa forma, mas não, nunca acontece. Então se vê diante de uma situação desafiadora que é fazer dieta e cozinhar para os filhos e marido. Prepara comidas maravilhosas para a família, como aquela lasanha de domingo, se senta a mesa e enquanto todos se deliciam você tem que se contentar com um frango grelhado e uma saladinha. Não parece justo, não é? Mas atenção mamães, não se desesperem! Para tudo na vida se tem um jeito.

Não se penalize, crie prioridades e organize-se

Fazer dieta, perder peso, ou mudar seu corpo de alguma forma, não precisa ser tão doloroso assim. O ideal é priorizar a sua qualidade de vida e da sua família, fazer escolhas mais nutritivas e saudáveis na hora de preparar as refeições do dia a dia. Isso não significa abrir mão de comidas deliciosas e super calóricas, tão apreciadas por nós, mas sim procurar organizar a alimentação da família toda, deixando um dia reservado para aquela lasanha maravilhosa e outro dia para uma nutritiva e saudável salada multicolorida.

Leia também: Qual o papel do nutricionista?

Leia também: Equipe Nutrição & Prazer

Começar a notar que a alimentação saudável pode ser uma forma de prazer, buscar novas opções de alimentos e novas receitas, fazer da hora de comer um momento divertido e de deleite para a família. Não é tão difícil assim, basta começar! E quando eu falo de alimentação saudável eu quero dizer comer arroz, feijão, carnes, massas, ovos, leite, queijos, não somente frangos e peixes, frutas, legumes e verduras. É comer de tudo um pouco, de forma variada e prazerosa.

Ter momentos de lazer, diversão, praticar algum exercício físico, mesmo que seja somente uma caminhada, também ajuda, e muito, nesse processo. Fazendo desta forma, mudando alguns hábitos e, principalmente, sua postura, a perda de peso virá como consequência de suas boas escolhas, de uma forma natural.

Artigo de autoria de Drª Camila Monlevade que é nutricionista, formada pela Universidade Veiga de Almeida (UVA) no Rio de Janeiro, Chef de Cozinha licenciada pela Macomb Community College em Michigan, nos Estados Unidos da América, Coach de Emagrecimento licenciada pelo Health Coaching International Institute e colaboradora integrante da Equipe Nutrição & Prazer.